segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Vontade de ninguém.

Todo dia ela tentava ser ouvida. Tinha um pensamento novo a cada segundo. Escrevia suas teorias, insistia em mostrá-las, mas ninguém lia. Ninguém dava a mínima pra suas idéias. Um dia colocou a primeira roupa que viu no guarda roupa: um vestido que nunca usava, mas era suficientemente confortável para comprar cigarro na padaria mais próxima. Na rua, não havia um homem que deixava de olhá-la. Tudo por causa daquele vestidinho curtinho que mostrava aquelas pernas deliciosas. No dia seguinte encontraram-na morta em seu quarto. Overdose. Proposital.

18 comentários:

Michelle Câmara. disse...

Que deprê, cara. Maior babaca!
Mimadinha agora? Só porque as teorias eram ruins? te catar!

Ana. disse...

Pensei que o texto estivesse bem "entendível"..

. lú disse...

É legal o texto, mostra a valorização do fútil, bem escrito.

David Sampaio disse...

Vai ver que seus textos eram menos interessantes que o vestidinho curtinho.
No nosso mundo, a exterioridade predomina.

Mas não se degrade. A vida vale a pena apesar da solidão.

http://arvoreando.blogspot.com/

L ! disse...

[ Forte ]

Triste e deliciosamente encantador!

[ O 'Geito', realmente: foi impactante! ]

XD

Beeijo, moça!
=**

van delgado disse...

Nossa essa tinha que estar nos contos de dalton não aqui.

wendell penedo disse...

Nossa essa tinha que estar nos contos dos amigos do dalton não aqui.
(:

' mister jack l. disse...

não adiante mostrar teorias a algumas pessoas que nem ao menos entendem um poema simples,(pessoas sem cultura) eu escrevo pra me satisfazer, pois satisfazer os outros nunca sera possivel, eles esperam demais de você. Primeiro se satisfaça.As vezes só faz sentido pra voce!

van delgado disse...

Nossa quanta merda.

Ana. disse...

AHUAHUAHUAHUAHUHA.

May Husein disse...

Nossa. Que depressão :x
Gostei do teu blog! Passa lá no meu se quiser, http://alto-falantedigital.blogspot.com/ .

;*

Priscila disse...

texto chocante :)
se puder passa lá no meu,
http://burmas.blogspot.com

van delgado disse...

Nossa.
Passa la no meu
http://precisodeamigosvirtuaisecomentariosdesesperadamente.blogspot.com

wendell penedo disse...

é igual fotolog né? "vai lá olhar minha foteenha"

Ana. disse...

Galerinha louca por novos "miguxinhos", oras.

Daniel Simonian disse...

adoro meus amigos

Garotas Nada Vazias disse...

Ela precisava que aceitassem as teorias que criava?




Pra módeque?

Wilian disse...

caralho, ri alto desse texto

muito irônico